Medo

Era pra ser o começo,  mas acabou sendo a história inteira...

O céu lomo estava e ardia na paisagem. E a mulher de longos suicídios tinha a sede em punho.

Fora outro sonho a morrer dormindo, nenhuma dor.  Nenhum silêncio. Só a eletricidade dos cabelos e o ruído engasgado do som.

(Barbara-Ella

2 comentários:

Tiago Malta disse...

Perfeito

Barbara Jovanholi disse...

Grande Miçanga!
Perfeito é o grito encontrar eco...
E vamos a mais um hit de verão!
=)