A SANTA DE RABO (Parte I)




A pequena saiu do interior deixando pra trás o pai doente, o pai do filho e alguns filhos sem pai. Partiu se achando, porque estava indo trabalhar na cidade grande. Mais exatamente no Rio de Janeiro, pertinho da praia... Juro que eu não fazia ideia do fascínio que isso ainda poderia causar.
Certamente tudo daria certo. Já havia até quem sustentasse seus sonhos. Por hora um homem gordo e bondoso, bem mais velho que ela. Mas com a graça do senhor bom deus, logo encontraria um menino mais moço e obediente que aquele.
A jovem tinha planos de ingressar no curso de Artes Visuais... Era seu sonho viver no meio dos artistas, filosofando o belo e ganhando um troco. Pra isso há meses vinha se preparando, engolindo textos do pai Google e decorando todos os nomes importantes pra causar boa impressão na entrevista.
O tempo passava e a moça que aparentava ser boa investia o que tinha na caça de alguma diversão extra. O pobre homem gordo já estava velho demais para brincadeiras. Fosse com sorrisos ou demonstrações de desamparo, ia pouco a pouco virando o jogo pro seu lado...


...E o conto continua

Barbara Jovanholi
Postar um comentário