Natal 2011

Não tem nada a ver com falsidade, desmemórias ou tipo.
No Natal cabe o desejo de ser uma pessoa melhor.
Perdoe, peça perdão, dê uma chance ao amor e à fraternidade. Compartilhe.
Passe por cima do ego inflado de si mesmo e enxergue no outro a imagem de Cristo.
Que haja paz em nossos corações.

4 comentários:

Jackie Joy disse...

Linda, vc. Bjs e Feliz Natallllllllll

Anônimo disse...

Feliz Natal. incrivel sua capacidade de me sensibilizar com suas palavras.
saudades beijos fau

Márcia Leite disse...

Amém,querida! bjs

JL Semeador disse...

MENINO - JESUS - DE RUA
ou QUASE NATAL NA LAPA

Saio sem me despedir.
Deixo a poesia na escada (*)
E, apesar, da inspiração a fluir,
Retomo a caminhada.

A Lapa é um tapa
No baseado e na cara.
A Lapa é o rapa,
Que rouba o camelô, à vera.

É quase natal.
É quase manhã.
Só não é natural,

Que Jesus - o menino de rua,
Não tenha nenhum amanhã
Na vida, que, á duras penas, continua. . .

(*) Escada do Selarón, uma das ligações da Lapa com Santa Teresa.

- por JL Semeador, na madrugada de 23/12/2011, na Lapa, refletindo sobre o Natal -