Imperfeição


Imperfeição

Proferi algumas palavras e invoquei um arco de ventos para por sobre minhas dores

Disse adeus às pedras que colecionei, e levei-as de volta para o lugar de onde foram removidas

Não chorei

Desnutri os maus pensamentos, secando-os ao sol

Enxerguei-me inteira no reflexo dos olhos de quem tudo vê

Retornei menina dos ares que suspenderam meu corpo, mas, comprometida, minha inocência libertei

Resolvi que a mulher dos meus sonhos sou eu

Aceitei o limite da minha bondade, e me dei o direito de errar...

Barbara-Ella
Postar um comentário