Trocando em miúdos

Escorro feitos feito água
Esgotando um vocabulário extenso
de vozes roucas
Submergindo em contradições
omito o silêncio lúcido em troca de dizer
um emaranhado de palavras loucas
Me abandona, se o teu amor não me acolhe inteira
Se leva embora de mim, se pra você minha poesia
é meio
Sou fêmea parindo palavras
tendo à flor da pele o instinto
Sou inteira nesse papel intenso de quem revela
o que todos sentem
De resto, existo e resisto o seu mistério.

Barbara-Ella
Postar um comentário