Poema em dia (ainda) frio.

.
.
Não pense pequeno
A palavra,
seja ela qual fôr,
pode muito além
do óbvio
.
.
À palavra,
cabe um universo
de sentidos
.
Sinta-os.
.
.
Bradei palavras,
derramando minha alma
esbravejante,
mas você só ouviu uivos...


(Barbara Jovanholi)

3 comentários:

Ana Claudia disse...

Se o lugar mais distante ao qual as palavras poderiam levar não é alcançado, então os uivos podem ser muita coisa, pois há quem seja surdo a uivos. Continue! Bradando ou uivando. Bem à própria alma você já está fazendo. ;-)
Que noites frias, né.

Anônimo disse...

Barbaridade!!! Barbara você é barbara .
Só sei que gata não Uiiiiva!
Mesmo com os frio minha baba minha barba molhi.
Entre sentidos, brados, uivos, miados e rocamboli
adoro ser versejar Jovanholi.

Dalberto

o sem nome disse...

Bárbara, estarei sempre por aqui vasculhando as idéias, beijo grande

artur gomes
http://goytacity.blogpsot.com