Antídoto

Me descubro poeta,
na releitura de mundo que faço
Reconhecendo na fantasia
o veneno e o prazer da humanidade.
Atalhos que de densos, pesam
Que torcem planos feito trapos
Um prazer que toma de assalto
A alma e migalhas de verdades


Barbara-Ella
Postar um comentário